Unidade Ipiranga

Avenida Nazaré, 1.543 - Ipiranga, São Paulo-SP

Metrô: Alto do Ipiranga ou Sacomã
Telefone: (011) 2591-3745
Whatsapp: (011) 96568-4387

Unidade Santa Cruz

Rua Loefgreen, 1.734, V. Clementino, São Paulo-SP

Metrô: Santa Cruz e Hospital São Paulo
Telefone: (011) 5083-0062
Whatsapp: (011) 97577-6780

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Segunda a Sexta: 9h as 21h 

​Sábado: 9h as 17h

© 2019 Moonlight Produções

Curso de dança de salão

A expressão dança de salão refere-se a diversos tipos de dança executados por um par de dançarinos.

As danças de salão são consideradas uma forma de entretenimento e de integração social, bem como uma forma de desporto.

A dança de salão tem origem na corte do rei Luís XIV de França (1638-1715). É possível que, na época, os pares se abraçassem lateralmente, pelo fato de que, na época, os soldados carregavam a espada no lado esquerdo, como é mostrado nas imagens de Il Ballarino, de Fabrizio Caroso. Também já era evidente a postura clássica, ereta e com otorso fixo, como no balé, que tem a mesma origem.

A dança de casal foi levada pelos colonizadores europeus para as diversas regiões das Américas, onde deu origem a muitas variedades à medida em que se mesclava às formas populares locais: tango, na Argentina; maxixe (que daria origem ao samba de gafieira), no Brasil; a habanera, que deu origem a diversos ritmos cubanos, como a salsa, o bolero, a rumba etc.

Nos Estados Unidos, o swing surgiu de grupos negros dançando ao som de jazz no início dos anos 1920. As primeiras danças de salão estadunidenses criadas foram ocharleston e o lindy hop. Essas deram origem a vários outros tipos de danças estadunidenses, como o jitterbug, o balboa, o west coast swing e o east coast swing.

 

Estilos de dança de salão:

  • Brasileiras: Forró, Lambada, Samba de gafieira, Samba-pagode, Sertanejo universitário, Samba rock, Soltinho e Maxixe.

  • Dança gaúcha: vaneira, vaneirão (o vaneirão só é uma alteração da vaneira, pela velocidade com que é dançado), xote, milonga,chamamé, valsa, rancheira, e o bugio, o qual é a única dança gaúcha sem influência das danças do exterior.

  • Latinas: Cumbia, Calipso, Tango argentino, Milonga, Bachata, Bolero, Cha-cha-chá e Salsa.

  • Outras: Zouk, Polca, Valsa, Lindy hop, Charleston, Flamenco e Funk.

  • Modernas: Eletrotango, Hip-Hop, Melbourne Shuffle.